Weby shortcut
topo.jpg
nota de reúdio

Nota de Repúdio do Conselho Diretor da FAFIL

Atualizada em 18/10/18 20:38.

Para mais informações clique aqui...

Logo FAFIL 2018

NOTA DO CONSELHO DIRETOR

 

              Neste momento histórico, em que o povo brasileiro está sendo convocado para reafirmar a defesa dos direitos conquistados na Constituição Cidadã de 1988, não podemos retroceder e negar nosso passado autoritário. Não podemos ignorar o recrudescimento da violência política e do autoritarismo, que tem permeado o processo eleitoral em nosso país. Não podemos abrir mão da defesa e do fortalecimento da universidade pública e gratuita, caminho para construir um país socialmente justo e inclusivo.

              Por esses motivos, o Conselho Diretor da Faculdade de Filosofia, diante dos atos que têm atentado contra a integridade física e a liberdade de expressão dos(das) brasileiros(as) neste momento da vida política nacional, reafirma a defesa incondicional dos direitos humanos, da liberdade acadêmica e da justiça social, repudiando toda forma de coação, intimidação, injúria e agressão, seja ela física ou verbal, motivada por intolerância ou ódio, que seja perpetrada a qualquer indivíduo, independente de suas posições políticas.

              Repudiamos também o conjunto de mentiras veiculadas como fatos pelas redes sociais, distorcendo o papel da universidade e do ensino público no país, e distorcendo inclusive a própria história nacional, ao negar, por exemplo, o caráter violento, autoritário e antidemocrático do golpe militar. Essa prática de distorção dos fatos e da desinformação não só fere a legislação eleitoral como está em completo desacordo com o espírito da democracia e da formação de uma decisão política consciente. Somente a exposição e o debate público e honesto de ideias são caminhos legítimos para preservar nossas instituições democráticas, bem como para impedir que tais práticas nocivas se perpetuem.

              Que possamos concentrar todos os nossos esforços para garantir as conquistas políticas da sociedade brasileira, de suas lutas pelo reconhecimento dos direitos das mulheres, dos negros, quilombolas e indígenas e da livre orientação sexual e de gênero. Que todos cidadãos e cidadãs possam expressar suas posições políticas de forma livre, sem sofrerem qualquer espécie de coação ou violência. Nesse sentido, que possamos estabelecer um compromisso de todo povo brasileiro com o fortalecimento da DEMOCRACIA.

 

Goiânia, 17 de outubro de 2018.

Listar Todas Voltar